.

16 julho 2010

Grito



Há alturas na vida
Em que se sente o pior
Como que uma saída
Refúgio na dor
E ao olhar para trás
Pensar no que aconteceu
O que se vê não apraz
Não gritou mas escondeu
E salta a fúria em nós
Rebenta o ser mais calado
Querer puxar pela voz
Mostrar que está revoltado
À espera o tempo a passar
A desesperar
Ganhar a coragem de gritar e gritar
[...]

Grito - Polo Norte e Delfins (clicar para ouvir)

5 comentários:

Edward Gryffindor disse...

Gritemos todos juntos !bella fotografia¡ Saludos

La sonrisa de Hiperión disse...

Encantador blog el tuyo, un placer haberme pasado por tu espacio.

Saludos y un abrazo.

Olga disse...

Linda a foto e a escolha do poema muito apropriada. Que grito!

UIFPW08 disse...

co são momentos em que você não vai ver os pensamentos de nevoeiro e raiva e outra onde tudo parece um por do sol dos sonhos ..
Ciao
Morris

Luz disse...

Andreia,
Excelente fotografia como sempre!
E que grito! Há momentos em que é necessário gritar e, por isso, deixemos soltar esse grito!

Obrigada pelos comentários sempre muito interessantes, gosto de ler-te!

Bjo da Luz

Related Posts with Thumbnails